19 de jun de 2010

Acossado (1959)

Primeiro longa-metragem dirigido por Jean-Luc Godard, "Acossado" é um dos filmes que estabelece a Nouvelle Vague francesa no final dos anos 1950. Godard fez vários curtas-metragens antes, mas esse longa deu reputação internacional ao diretor que rejeitou o cinema tradicional e adotou um mais áspero, mais experimental e autoral.

A fim de economizar, Godard também foi pioneiro no uso do corte de tempo, que resultou em um ritmo acelerado aos seus filmes. As novas câmeras leves significavam que Godard poderia levar sua equipe de baixo orçamento para as ruas. Com diálogos improvisados em grande parte, performances carismáticas e uma sensibilidade mais moderna, este filme é uma verdadeira obra de arte cinematográfica.

A história é bastante simples. Michel Poiccard (Jean-Paul Belmondo) rouba um carro em Marselha e dirige até Paris. Em seu caminho, ele é parado por excesso de velocidade e mata o policial. Uma vez em Paris, ele precisa receber o dinheiro de um amigo e tenta convencer uma namoradinha americana, Patricia Franchini (Jean Seberg), a fugir com ele para a Itália. Ela não está interessada em acompanhá-lo por que quer ser uma jornalista, mas por enquanto ela só vende a versão francesa do New York Herald Tribune em plena Champs-Elysées. 


Patrícia recebe as informações sobre Michel (que é um assassino) e pensa em denunciá-lo. Embora o filme ignore as normas dos estúdios de cinema comercial, sempre se refere e brinca com elementos do cinema americano. O personagem principal tem Humphrey Bogart como ídolo. Ele pratica expressões faciais no espelho, veste um chapéu, e quase nunca é visto sem um cigarro. Os policiais que o perseguem são desajeitados e cômicos.

De várias maneiras o filme ilustra uma série de fatores que contribuem para a Nouvelle Vague. Entre as ideias estava a crença de que o diretor era o indivíduo criativo por trás de um filme. Este deve ser encarado como um modo de expressão pessoal.


"Acossado" foi saudado como uma obra revolucionária e rendeu a Godard o Urso de Prata em Berlim de Melhor Diretor e uma indicação ao Urso de Ouro de Melhor Filme. O mais evidente e radical estilo de Godard era o uso incessante do corte que salta no tempo, uma elipse temporal repentina mesmo no meio de um diálogo que quebrava com o manual do cinema convencional. Esta técnica foi um pouco mais acidental do que por opção já que ele teve que cortar meia hora da película depois de finalizado para poder comercializá-lo.

Acossado (À Bout de Souffle, 1959)
Diretor: Jean-Luc Godard
Roteiro: Jean-Luc Godard (baseado em história de François Truffaut)
Elenco: Jean-Paul Belmondo, Jean Seberg, Daniel Boulanger, Jean-Pierre Melville, Henri-Jacques Huet

Trailer legendado em inglês:

1 Comentário:

Alan Raspante disse...

Eu vi um trecho deste filme em 'Os Sonhadores' e depois de ler sua resenha fiquei com mais vontade de conferi-lo!

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO