3 de jun de 2010

Assim Caminha a Humanidade (1956)

Uma saga no coração do Texas que mostra a vida de três gerações e seus conflitos familiares, amorosos e raciais é a história de "Assim Caminha a Humanidade". As disputas entre pecuaristas e os novos magnatas do petróleo também são tema do filme. Mas o maior apelo é o fato de que foi o último papel do promissor ator James Dean (foto), vítima de acidente de carro pouco antes de o filme ser lançado.

A obra de 3 horas e 21 minutos oferece entretenimento, mas fica aquém do verdadeiro brilho. Baseado no romance de Edna Ferber, começa no início dos anos 1920 e vai até a década de 1940. Ilustra a discriminação enfrentada pelos descendentes de mexicanos e incide sobre o reconhecimento de um homem sobre estas questões. Ele é Bick Benedict (Rock Hudson), um rico fazendeiro, que dirige um rancho chamado Reata.


Enquanto Bick está em Maryland para comprar um garanhão, ele se apaixona por Lynnton Leslie (Elizabeth Taylor). Os dois logo se casam e vão morar no Texas. Uma vez lá, ela tem problemas de adaptação. A irmã de Bick, Luz (Mercedes McCambridge), que administra a casa, se ressente da chegada de Leslie. Enquanto isso, um trabalhador local chamado Jett Rink (James Dean) sonha em ter seu próprio rancho. É quando a sorte lhe sorri e num pedaço de terra herdado de Luz, Jett consegue milhões graças ao petróleo que jorra do chão.

O filme ainda mostra como as crianças nem sempre seguem os passos de seus pais. O filho do casal não deseja se tornar um fazendeiro e opta por se tornar médico. E uma de suas filhas (Carroll Baker) se apaixona por Jett anos mais tarde. Mas ele é um homem solitário, torturado pela inveja e pelo amor impossível por Leslie. A obra é totalmente envolvida pela mística de James Dean que era um ídolo para as meninas e estava em seu terceiro papel importante quando morreu precocemente, logo após as gravações terminarem.

Porém, o personagem mais complexo é Bick, que pode ser doce e amoroso ou frio e cruel. Com o tempo ele aprende a perder o preconceito que reside em si e torna-se a pessoa que todos querem que seja. Mesmo com 10 indicações ao Oscar somente George Stevens ganhou a única estatueta do longa (Melhor Diretor).

Assim Caminha a Humanidade (Giant, 1956)
Direção: George Stevens
Roteiro: Fred Guiol
Elenco: Rock Hudson, Elisabeth Taylor, James Dean, Carroll Baker, Dennis Hopper, Sal Mineo
Cena do filme:

1 Comentário:

@Raspante disse...

Esse filme é mesmo muito bom, quando assisti fiquei impressionado com sua história, ele consegue tocar na ferida. Ótimo filme!
E ótima resenha!
Estou linkando e seguindo o blog! xD
cinemapublico.blogspot.com

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO