20 de mai de 2010

Quo Vadis (1951)

A superprodução "Quo Vadis" (que vem do latim e significa Aonde Vais?) adaptou o romance homônimo de 1895, do polonês Henryk Sienkiewicz para as telas do cinema. Filmado em Roma, com um orçamento estimado de 8 milhões de dólares, teve 32 mil figurantes, entre eles Bud Spencer, Elisabeth Taylor e Sophia Loren.

A história se passa em Roma no ano 64 d C. e tem um tom religioso. Lida com o crescimento do cristianismo, cerca de 30 anos após a crucificação de Jesus, e mostra como Nero, o então Imperador Romano, teria reagido e combatido essa nova crença.

No enredo, o general Marcus Vinicius (Robert Taylor) retorna a Roma depois de uma Guerra e conhece Lygia (Deborah Kerr). À princípio ela, uma cristã, não quer se envolver com um guerreiro, porém Marcus insiste, e vai até Nero (Peter Ustinov) pedir que ela lhe seja dada como esposa, mas, Pompéia (Patricia Laffan) não gosta nada pois almeja o coração do herói.

Enquanto isso, dois personagens secundários criam o pano de fundo bíblico: os apóstolos Pedro e Paulo de Tarso que disseminam a palavra do Salvador. Os cristãos passam a ser perseguidos e Nero, num acesso de loucura põe fogo na cidade. Marcus salva Lygia e sua família do incêndio e o Imperador culpa os cristãos pela catástrofe e acaba criando uma turba enfurecida. É o início da guerra civil. A obra foi indicada para oito Oscars, mas não levou nenhum. Apenas dois Globos de Ouro (Melhor Fotografia e Ator Coadjuvante para Peter Ustinov).



Quo Vadis (Quo Vadis, 1951)
Direção: Mervyn LeRoy
Roteiro: John Lee Mahin, S. N. Behrman e Sonya Levien
Elenco: Robert Taylor, Deborah Kerr, Peter Ustinov, Leo Genn, Patricia Laffan, Finlay Currie, Abraham Sofaer, Bud Spencer, Elisabeth Taylor, Sophia Loren

1 Comentário:

Hugo disse...

Este clássico eu ainda não vi. Assisti há pouco tempo "Spartacus" e Peter Ustinov tinha um ótimo papel como um ambicioso mercador de gladiadores.

Abraço

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO